Como Usar O FGTS Para Pagar Empréstimo Consignado

0
174
Como Usar O FGTS Para Pagar Empréstimo Consignado
Como Usar O FGTS Para Pagar Empréstimo Consignado

Como usar o FGTS para pagar empréstimo consignado? Hoje iremos falar como é possível fazer esse pagamento.

 

Sendo assim, se você possui um empréstimo consignado e deseja pagá-lo, confira nosso artigo. Pois iremos explicar a você, como fazer o pagamento dessa modalidade de crédito.

 

Atualmente, existem duas formas de utilizar o FGTS para pagar empréstimo consignado.

Você pode utilizar seu saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. Ao resgatá-lo e utilizar como pagamento de seu crédito, em casos de demissão.

Ou, você poderá contrair um empréstimo consignado com garantia no FGTS. Ou seja, você irá utilizar o saldo deste, disponível em sua conta FGTS, como garantia na hora de obter um empréstimo.

Para ambas as modalidades, existem suas vantagens e desvantagens. Assim como, um perfil de cliente que deverá ser levado em consideração em sua aquisição.

No entanto, é preciso avaliar também se um empréstimo consignado é sua melhor opção no momento!

 

1. Como Funciona O Empréstimo Consignado?

Como Funciona O Empréstimo Consignado

Para saber mais sobre como usar o FGTS para pagar empréstimo consignado. Primeiramente iremos explicar mais sobre essa modalidade de crédito.

O empréstimo consignado, é um crédito no qual seu pagamento tem desconto direto na folha de pagamento. Ou então no benefício do INSS, ambos de quem contratou o serviço.

Sendo destinada a um perfil de clientes, que são:

  • Aposentados e Pensionistas do INSS;
  • Funcionários Públicos;
  • Trabalhadores de Carteira Assinada.

Além disso, existe uma margem consignável. Ou seja, o desconto das parcelas não poderá ultrapassar o valor de 30% da renda do solicitante.

Isso se dá, porque é necessário respeitar seu uso para as despesas relativas a manutenção da vida.

Logo, se você quiser obter mais de um consignado em diferentes estabelecimentos que forneçam o crédito. Ambos as empresas não poderão ultrapassar esse limite estabelecido por lei.

  1.1 Taxas de Juros:

Destinado a quem procura um crédito com taxas mais acessíveis no mercado, está é uma das melhores opções hoje. Mas por que?

Uma vez que, os descontos das parcelas são automaticamente realizados, o banco não depende de o solicitante ir pagar sua dívida. Logo, as instituições sofrem um menor risco de inadimplência.

Sendo assim, possível proporcionar menores taxas de juros se comparadas as outras modalidades de empréstimo.

  1.2 Aposentados e Pensionistas do INSS e Servidores Públicos:

Para quem se enquadra em um desses três perfis. Usar o FGTS para pagar o empréstimo consignado, também é uma opção.

Sendo assim, essas categorias de cliente possuem opções mais amplas na hora de escolher. Necessitando apenas verificar se o local no qual trabalham possuem instituições de crédito conveniadas.

Ou, para beneficiários do INSS, verificar quais instituições estão conveniadas diretamente com o INSS.

Devido ao seu menor risco de demissão ou perda do benefício, aqui encontra-se as menores taxas de juros de consignado. Afinal de contas, o risco de inadimplência é quase nulo.

  1.3 Trabalhador do Setor Privado:

Ou seja, aqui estamos falando de quem trabalha de carteira assinada para empresas privadas. Sendo assim, que possuem um risco de demissão, seja ela com ou sem justa causa.

Para conseguir um empréstimo consignado aqui. É necessário conferir juntamente ao RH do local de trabalho, se ela possui algum convênio.

Logo, além de uma opção menor de escolha, você também terá maiores taxas de juros. Se comparadas aos perfis acima, pois você possui uma menor garantia em relação ao banco.

Desse modo, aqui usar o FGTS para pagar empréstimo consignado, poderá ser feito de duas formas. Que iremos falar mais posteriormente.

 

2. Como Funciona O Benefício Do FGTS?

Como Funciona O Benefício Do FGTS

Outra coisa importante, antes de saber como usar o FGTS para pagar empréstimo consignado. É entender como funciona o FGTS em si.

Criado então, pelo Governo Federal Brasileiro, o FGTS tem a função de criar uma reserva de dinheiro do trabalhador. Que estarão em uma conta da Caixa Econômica Federal.

Que são assim, unificados em uma única conta. Utilizada pelo Governo, para obras de infraestrutura básica, de saneamento ou habitacional.

Para que então, o dinheiro não fique parado na CEF. No entanto, o trabalhador possui o direito de sacar seu dinheiro referente a sua conta individual.

Leia também: Cartão de crédito para negativado e baixo Score. Confira!

Em casos de demissão sem justa causa ou termino de contrato com prazo fixado.  Que seria por exemplo, um contrato de experiência que não foi a frente.

Bem como, nos casos de aposentadoria, para comprar uma residência ou em casos de doenças graves. Tais como, AIDS e câncer.

  2.1 Quem Possui Direito Ao FGTS?

  • Quem trabalha de carteira assinada;
  • Trabalhadores rurais e intermitentes;
  • Trabalhador temporário;
  • Contratados por sindicatos, trabalhando de forma avulsa;
  • Profissionais do atletismo;
  • Empregadas domésticas;
  • Safreiros, que são os operários rurais.

 

  2.2 Quem Realiza O Pagamento Do FGTS?

O pagamento é de inteira responsabilidade do empregador, sendo também uma obrigatoriedade deste.

Que devem realizar o depósito até o dia 7 do mês seguinte, ao mês assim trabalhado. Caso o pagamento seja feito posteriormente, o empregador deverá pagar correção monetária e juros.

Além disso, o valor é 8% do total bruto da renda salarial recebida pelo trabalhador. Contendo salário mais as horas extras e adicionais noturnos, se for o caso.

Já para os contratos direcionados a aprendizagem, esse percentual é de apenas 2% do total bruto.

No entanto, existem maneiras de o trabalhador conferir se o contratante está pagamento seu FGTS corretamente.

  2.3 Como Fazer Para Sacar O FGTS?

Podendo assim, ser sacado em alguns casos como os mencionados acima e ainda outros. Agora irei explicar como sacar, podendo assim usar seu FGTS para pagar empréstimo consignado.

Logo, o FGTS pode ser sacado a partir de qualquer agência da Caixa Econômica Federal.

No entanto, existem regras e documentações necessárias, que irão variar de acordo com o motivo do saque.

Por exemplo, em demissões sem justa causa, o trabalhador deverá se apresentar ao banco com sua carteira de trabalho. Bem como, com o registro de baixa do seu contrato.

Além disso, vale lembrar que sua conta FGTS possui um rendimento.

 

3. FGTS Para Pagar Empréstimo Consignado

FGTS Para Pagar Empréstimo Consignado

Agora, iremos falar uma das formas de usar o FGTS para pagar empréstimo consignado. Explicando melhor, como essa funciona.

No intuito de estimular o consumo e ajudar a movimentar nossa economia. O Governo está realizando medidas que irão permitir a liberação do FGTS em casos de pagamento de empréstimos.

Ou seja, permitindo assim, que o saque de recursos dos trabalhadores que se demitiram. Mas possuem um empréstimo consignado a quitar.

Bem como, é possível que novas regras de saque do FGTS, sejam reformuladas para quem teve demissão por justa causa.

No entanto, hoje ainda não foi regularizado esse tipo de saque do FGTS para pagamento de empréstimos. Todavia, existem algumas opções além, para uso de seu saldo.

Demissão Acordada:

Segundo a Lei 13.467, caso o trabalhador deseje se desligar da empresa na qual trabalha em comum acordo. Caso a empresa aceite, o trabalhador tem direito a 80% do saldo do FGTS.

Dessa forma, a multa do empregador cairá para 20%, sendo a metade do preço.

Leia também: Emprestimo Para Negativado Autônomo – Como Conseguir Um

Essa nova Rescisão Trabalhista, permite então que o trabalhador receba 80% do seu FGTS e os 20% da multa rescisória. Logo, ao sacar seu dinheiro, este poderá ser usado para quitação do seu consignado.

Além disso, lembrando que ao se desligar da empresa, a instituição que liberou o crédito. Deverá então, exigir o valor integral, para quitação da dívida.

Uma vez que não possui mais nenhuma garantia do seu pagamento, devido ao desligamento da empresa na qual estava conveniada.

Demissão Sem Justa Causa:

Para quem teve seu desligamento da empresa, sem possuir justa causa. O FGTS sempre esteve liberado para ser sacado, assim como dispõem de sua multa rescisória.

Sendo assim, se você possuía um consignado vinculado a empresa na qual trabalhava. Agora será possível utilizado esse capital para quitar sua dívida.

Valendo aqui também, o que foi mencionado acima. Ao não fornecer mais nenhuma garantia de pagamento da dívida, um valor integral será cobrado para realizar a quitação desta.

Em ambos os casos, pode-se dizer, que esse valor integral costuma ser o valor da multa rescisória.

 

4. Empréstimo Consignado Com Garantia Do FGTS

Empréstimo Consignado Com Garantia Do FGTS

Portanto, falaremos agora sobre outra forma de usar o FGTS para pagar empréstimo consignado. Todavia, aqui este é previamente acordado como uma garantia.

Essa modalidade de empréstimo é destinada a trabalhadores do setor privado. No entanto, priorizando os seguintes perfis:

  • Cidadãos deficientes, idosos e mulheres que são chefes de família;
  • Famílias que possuam imóveis avaliados abaixo do limite;
  • Famílias de baixa renda.

Ou seja, essa modalidade é similar ao consignado convencional. Diferindo apenas, numa maior garantia para esse grupo antes considerado de risco.

Se anteriormente, trabalhadores do setor privado possuíam maiores taxas de consignado. Devido a um maior risco de inadimplência. Hoje, eles podem obter taxas mais justas.

Pois, ao usar o FGTS como garantia, caso este seja demitido, a instituição não sofrerá um risco de calote.

Entretanto, é importante ressaltar que aqui, o banco poderá tomar 100% da sua multa rescisória. Caracterizada assim, por 40% do saldo disponível em seu FGTS.

Leia também: Qual O Melhor Crédito Consignado?

Ou seja, você corre maiores riscos de perda da sua reserva de emergência. Que em momentos de desemprego, costumam ser uma garantia monetária.

Para realizar sua solicitação, é necessário:

  • Possuir no mínimo 18 anos;
  • Trabalhar com carteira assinada;
  • A empresa na qual trabalha possuir convênio com alguma instituição que ofereça esse crédito;
  • Passar por uma análise de crédito;
  • 10% do seu saldo FGTS estará preso até quitar sua dívida;
  • Caso haja demissão o banco tomará sua multa rescisória;
  • Risco de zerar sua reserva de emergência junto ao FGTS.

Caso deseja solicitar essa modalidade de consignado, basta entrar em contato com o RH da empresa na qual trabalha. Bem como, solicitar a liberação do FGTS junto a CEF.

Se você deseja saber ainda mais, sobre todos os aspectos desse consignado, confira nosso outro artigo!

 

5. Problemática Do Consignado Com Garantia Do FGTS

Problemática Do Consignado Com Garantia Do FGTS

Agora que você já saber como usar o FGTS para pagar empréstimo consignado. É importante checar os aspectos negativos nesta modalidade.

  • Débito Automático

Sendo assim, um dos atuais problemas no consignado, é seu desconto automático na folha de pagamento.

Pois, na hora de fechar o contrato juntamente a uma empresa, estas não querem fazer a gestão da folha. Ou, em muitos casos, possuem um RH terceirizado que por vezes acabam por constranger os trabalhadores.

  • Fornecimento do Serviço

Além disso, existe também um baixo interesse por parte dos bancos, em aderirem ao consignado com garantia do FGTS.

Isso porque, eles não consideram suas regras muitos seguras, contendo riscos de perda de capital. Sendo assim, novas regras foram estabelecidas pelo Governo.

Dessa forma, a Caixa sendo atualmente uma das poucas instituições a oferecer esse crédito, até o momento.

  • Desvantagens

Apesar da vantagem de possuir uma nova opção para taxas mais justas. Muitas vezes, apenas as instituições de crédito mais caras é que são conveniadas ao seu local de trabalho.

No entanto, estes podem ser solicitados mesmo em casos de restrição no nome.

Logo, apesar do menor risco de inadimplência, nem sempre suas taxas serão tão acessíveis quanto você desejaria. Dependendo apenas, da instituição conveniada.

Além disso, existe o risco da empresa na qual trabalhe, não possuir nenhum tipo de convênio com instituições de crédito.

Ou seja, como nenhuma empresa tem a obrigação de oferecer convênios bancários a seus funcionários. Existem algumas empresas que acabam por não fornecer esse acesso a seus trabalhadores.

  • Reserva de Emergência

E por último, podemos citar aqui o que já foi dito anteriormente. Essa modalidade de crédito, fornece os riscos de perda da sua reserva de emergência.

Que costuma ser muito importante em momentos de desemprego.

 

6. Conclusão

Como Usar FGTS Para Pagar Empréstimo Consignado

Hoje, falamos sobre as formas de usar o FGTS para pagar empréstimo consignado. Existindo assim, as possibilidades de usar este em casos de demissão sem justa causa.

Ou demissão acordada por ambas as partes, trabalhador e empregador. Bem como, a utilização do FGTS como garantia.

Logo, sendo estabelecido previamente que esse poderá ser tomado em casos de demissão.  Fornecendo assim, um risco a sua reserva de emergência.

Para os dois primeiros casos, essa utilização é destinada aos três perfis do consignado. Servidores públicos, assalariados de empresa privada, aposentados e pensionistas do INSS.

Já para o segundo caso, o FGTS só poderá ser uso como garantia, para quem é trabalhador do setor privado. No entanto, existindo alguns perfis que tem prioridade na obtenção desse crédito.

 

7. Bônus

  7.1 Assista um vídeo sobre esse artigo

Saiba como usar seu FGTS para fazer empréstimo consignado, assista vídeo de TVCidadeVerde

 

Ainda tem alguma dúvida sobre este assunto? Deixe seu comentário para que possamos esclarecê-la!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here